in

As 10 melhores cenas de sexo do cinema

O editor me encomendou uma lista de cenas mais picantes (e bucetantes) da história do cinema. Consultando meu arquivo mental, concluí que faria a tal lista com um pé nas costas. E muto melhor do que uma outra, de uma revista gringa aí que anda circulando pela web.

Duvida? Então se segura que lá vêm

As 10 melhores cenas de sexo do cinema

Crash – 1996 de David Cronenberg

Elenco: James Spader e Deborah Kara Unger.

Cena inesquecível de tão bizarra. Filme que equilibra de maneira perturbadora a belezinha da Deborah Kara Unger em plena forma com o masoquismo violento e suicida de todos os seus personagens doidos. Coisas de David Cronenberg…

https://www.youtube.com/watch?v=yzP4EuuUDQQ

Boogie Nights – 1997 de Paul Thomas Anderson

Elenco: Mark Wahlberg e Julianne Moore. A primeira gravação de Dirk!

Uma dos grandes trabalhos de Paul Thomas Anderson, filme sobre a indústria de filmes pornôs nas décadas de 70 e 80 e uma cena de sexo que não aparece nada, mas você consegue ver tudo o que está acontecendo, apenas com os gestos de sugestão dos atores e o trabalho meticuloso de câmera.

https://www.youtube.com/watch?v=pOk0fsMGyck

Gone Girl – 2014 de David Fincher

Elenco: Rosamund Pike e Neil Patrick Harris.

Filme razoável de Fincher, essa cena é com certeza a melhor coisa em todo o filme. Toda a cena de sexo em um filme deveria ser mais ou menos igual a esta.

Neon Demon – 2016 de Nicolas Winding Refn

Elenco: Jena Malone e Cody Renee Cameron.

Cena brutalmente perturbadora e exatamente por isso extremamente difícil de se filmar. Como colocar uma merda dessas em um filme e não arruína-lo? Colocar uma boa cena de sexo comum, assim como uma cena de violência em um filme sem deixá-la gratuita e vulgar já é um trabalho delicado, fazer isso ai então… É o tipo de coisa que só um Nicolas Winding Refn pode se dar ao luxo de arriscar. Fora a beleza uniforme do filme que não deixa a tela nunca, nem quando coisas bizarras como essa acontecem.

https://www.youtube.com/watch?v=O7CkTuH8BAA

Femme Fatale – 2002 de Brian De Palma

Elenco: Antonio Banderas e Rebecca Romijn.

O mestre do thriller erótico faz aqui sua maior homenagem ao gênero com Rebecca Romijn em (como vocês jovens falam?) “estado de graça”!

 

Filme pouco lembrado quando se fala em De Palma, mas é inegavelmente um de seus grandes acertos.

Atomic Blonde – 2017 de David Leitch.

Elenco: Charlize Theron e Sofia Boutella.

Nunca fui fã da Charlize Theron, nem como atriz e nem de sua beleza, mas nesse filme aqui eu tenho que tirar o chapéu! A mulher está um espetáculo! E protagoniza a cena de sexo lésbico com a melhor trilha sonora que uma cena de sexo poderia ter.

Nem tenho que dizer o quanto esse filme é obrigatório.

Basic Instinct – 1992 de Paul Verhoeven

Elenco: Sharon Stone e Michael Douglas.

Esse é um filme arroz de festa desse tipo de lista. Está longe de ser o melhor trabalho do mítico Voerhoeven, mas é sim um bom filme. Thriller erótico de primeira linha. A cena de sexo entre o personagem de Douglas e Sharon carrega um suspense quase insuportável que não vou entregar aqui para não dar spoilers, mas você fica o tempo todo esperando para acontecer alguma merda. Exemplifica muito bem o porquê eu considero o thrilller erótico ser um dos maiores gêneros do cinema.

https://www.youtube.com/watch?v=EZc7uAUa38Q

Bitter Moon – 1992 de Roman Polanski

Elenco: Emmanuelle Seigner e Peter Coyote.

Até hoje não consigo decidir se é Bitter Moon ou Chinatown o melhor trabalho de Polanski (um dos meus diretores favoritos). Bitter Moon é inegavelmente uma monstruosidade. Diferente de Basic Instinct, é um thriller erótico acima da média, entre os tops do gênero.

E essa esposa dele, Emmanuelle Seigner, eihn? Que mulher!! Até hoje ela no alto dos seus 51 anos (e claro ainda extremamente mais jovem que ele) continua estonteante.

Showgirls – 1996   de Paul Verhoeven

Elenco: Elizabeth Berkley e Kyle MacLachlan.

A cena da pscina!

Um dos filmes mais lindos de todos os tempos e essa sim a obra-prima do louco holandês Paul Verhoeven. A cena é literalmente bizarra! Nomi Malone (maravilhosa e injustiçada Elizabeth Berkley) faz sexo na piscina com Zack Carey (Kyle MacLachlan, o agente Cooper de Twin Peaks) e ela se contorce como se fosse um animal na agua, parece que o cara está transando com um peixe! A cena, que é sempre ridicularizada pelos detratores do filme, praticamente resume Showgirls como o filme que ou você ama ou você odeia. Claro que eu pertenço ao segundo grupo. Eu ainda vou escrever um texto só sobre Showgirls [Nota do editor: Demorô!] para dissecar esta e outras maravilhas da obra.

Lost Highway – 1997 de David Lynch

Elenco: Patricia Arquette e Balthazar Getty.

 

#davidlynch #balthazargetty #patriciaarquette #billpullman #losthighway

A post shared by Ray Weather (@ray__weather) on

Essa cena é de deixar um buraco no peito. É o ponto alto do filme, é como se antes dela o filme fosse um vulcão que se prepara para explodir, quando a cena vem é o vulcão explodindo e o resto, as poucas cenas que fecham o filme, são só a lava derretendo tudo em volta. A cena é linda, é bizarra, é sensual, melancólica, amarga… tudo junto. Eu não me lembro no momento de uma cena que consiga ter tantos elementos diferentes juntos. É um trabalho de mestre, o mestre David Fucking Lynch.

 

 

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Written by RC

RC

Somos uma equipe de refinados cavalheiros versados nas mais diversas áreas do conhecimento humano, mas com algo em comum: nosso devotado estudo da alma feminina em todas as suas manifestações. Principalmente a física.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *